Connect with us

Política

Governo propõe ‘imposto do pecado’ para jogos de azar

Governo propõe 'imposto do pecado' para jogos de azar
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jogos de azar na lista de novos impostos do governo

A equipe econômica do governo está considerando a introdução de um imposto seletivo sobre jogos de azar, apelidado de “imposto do pecado”. Esta proposta já recebeu aprovação preliminar durante a recente reforma tributária, porém, ainda aguarda regulamentação detalhada. Discussões intensas sobre a regulamentação desse tributo têm ocorrido nas últimas semanas no Congresso Nacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bernard Appy, secretário extraordinário do Ministério da Fazenda para a reforma tributária, mencionou que a medida está sendo analisada em resposta a pedidos de vários deputados. “Assim como nos casos de cigarros, é claro que há necessidade de tributação devido aos danos à saúde. No entanto, é crucial calibrar a taxação corretamente para não incentivar o mercado negro de jogos irregulares,” explicou Appy. A decisão final do Ministério da Fazenda ainda não foi definida, mas a avaliação está em andamento.

Histórias de pessoas que sofreram grandes perdas financeiras devido a jogos online também vieram à tona, ilustrando o potencial dano social dos jogos de azar. Relata-se que um cozinheiro perdeu R$ 70 mil e uma cozinheira, R$ 80 mil em apenas dois meses, destacando a necessidade urgente de regulamentação e apoio.

A emenda constitucional aprovada recentemente define que o “imposto do pecado” incidirá sobre produtos e serviços que prejudicam a saúde ou o meio ambiente. Este tributo incluirá itens como cigarros, bebidas alcoólicas, alimentos açucarados e até derivados de petróleo.

A Organização Mundial da Saúde em 2016 estimou que as perdas anuais globais de apostadores alcançaram cerca de US$ 400 bilhões, evidenciando a gravidade do vício em jogos. Essa dependência pode levar a problemas sérios de saúde mental, dificuldades cognitivas, desgastes em relacionamentos, falência pessoal e até atividades criminosas.

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou recentemente, em votação apertada, um projeto que liberaliza os jogos de azar no Brasil, incluindo bingos, jogo do bicho e cassinos. O projeto ainda precisará passar pelo plenário do Senado antes de uma possível sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Luiz Inácio Lula da Silva, ao comentar sobre o projeto, expressou ceticismo quanto aos benefícios prometidos: “Não acredito que isso resolverá os problemas do Brasil. A ideia de que isso gerará 2 milhões de empregos e promoverá desenvolvimento não se sustenta na realidade,” afirmou.

O projeto, se aprovado, restringirá a participação em jogos de azar a indivíduos maiores de 18 anos, e implementará salvaguardas para pessoas diagnosticadas com ludopatia ou interditadas judicialmente.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.