Connect with us

Política

Lula ataca STF e Congresso e parlamentares e internautas reagem: ‘ele pode?’

Lula - Foto Reprodução do Twitter

Ainda durante seus eventos na Argentina, Lula afirmou, na condição de presidente da república, que o impeachment de Dilma foi um “golpe”. Como era esperado, o claro ataque às instituições brasileiras causou revolta em cidadãos e parlamentares, que questionaram a postura do petista.

Por outro lado, os questionamentos também se direcionaram a vergonhosa falta de reação das instituições. Como por exemplo o Senado Federal e o Supremo Tribunal Federal, que foram acusados por Lula de promoverem um golpe de estado. 

Você pode gostar: Carlos Bolsonaro detona Força Armadas: “Jogo político deslavado e mais sujo”

Confira a reação de políticos as falas de Lula 

Vale frisar que uma das peças mais importantes durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff foi Janaína Pascoal, a, autora do pedido de impeachment, disse: “Presidente Lula não está mais no palanque. Ele é Chefe de Estado e ofende as Instituições ao dizer que o Processo Constitucional do Impeachment foi um golpe de Estado. O processo tramitou na Câmara dos Deputados e no Senado Federal sendo presidido pelo então Presidente do STF!”. Disparou Janaína.

Em seguida, a parlamentar questionou se os agentes que, alegadamente, contiveram ímpetos da direita farão o mesmo contra o visível extremismo de esquerda: “Saímos do populismo patriota para o populismo bolivariano. O Brasil parece mesmo assombrado por um pêndulo do atraso. Espero que as mesmas instituições que contiveram os ímpetos de um, até excedendo competências, contenham os arroubos do outro. Se não, estaremos “lascados”!”.

Confira: Eduardo Bolsonaro faz homenagem a Olavo de Carvalho: “É temido e tinha razão” 

“Já faz mais de 24h que Lula atacou as instituições brasileiras, Congresso e STF, chamando o impeachment constitucional de Dilma Rousseff de golpe de Estado. Alguém sabe dizer se o ministro Alexandre de Moraes já incluiu o extremista de esquerda no inquérito das fake news?” Comentou o deputado federal Marcel van Hattem

O vereador Rodrigo Marcial respondeu ao presidente: “Não, Lula, o impeachment da Dilma não foi “golpe de Estado”. O golpe de Estado foi você ter saído da prisão”.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Telegram não cumpre ordem do STF e mantém conta de Nikolas Ferreira


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.