Connect with us

Política

Como vou comprar vacinas se não tem? Ministra da Saúde usa mesmo argumento do governo Bolsonaro

Avatar of Rizete Silva

Published

on

Como vou comprar vacinas se não tem? Ministra da Saúde usa mesmo argumento do governo Bolsonaro
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ministra da Saúde indaga ‘Como vou comprar vacinas se não tem?’

Na sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024, a Ministra da Saúde, Nísia Trindade, anunciou a compra de todas as doses disponíveis da vacina contra a dengue, um movimento que reflete a retórica anteriormente empregada pelo governo Bolsonaro sobre a dificuldade de adquirir vacinas sem oferta suficiente. Com a promessa de receber cerca de 712 mil doses no primeiro lote e mais 6,6 milhões durante o ano, o governo parece estar seguindo uma trilha já conhecida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O início da campanha de vacinação no Distrito Federal revelou a prioridade dada às crianças de 10 a 11 anos, consideradas altamente suscetíveis a hospitalizações decorrentes da dengue. Esta escolha estratégica mira em maximizar o impacto da vacinação dentro do limite de doses disponíveis, embora inicialmente houvesse planos de abranger crianças até 14 anos.

A decisão de não manter estoques da vacina, direcionando todas as doses para aplicação imediata, suscita questões sobre a preparação e resposta do governo à demanda futura, especialmente diante da atual epidemia de dengue, que já resultou em pelo menos 54 mortes e mais de 395 mil casos prováveis.

A ministra Trindade celebrou a incorporação da vacina contra a dengue ao SUS, marcando o fim de uma espera de 40 anos, e prometeu esforços para adquirir mais doses, incluindo a vacina desenvolvida pelo Instituto Butantã, pendente de aprovação pela Anvisa. Essa promessa, no entanto, ecoa o dilema enfrentado pelo governo Bolsonaro: como adquirir mais vacinas sem a garantia de disponibilidade?

Com o alerta da secretária de Vigilância em Saúde, Ethel Maciel, sobre a possibilidade de os casos de dengue ultrapassarem 4,2 milhões neste ano, a pressão sobre o governo para garantir uma distribuição eficaz e ampla da vacina aumenta. A antecipação do pico de casos intensifica a urgência dessa campanha de vacinação.

Este cenário reitera o desafio constante enfrentado pelos governos na gestão de crises de saúde pública: a necessidade de agir prontamente diante de epidemias, contrastando com as limitações impostas pela disponibilidade de recursos essenciais como vacinas.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.