Connect with us

Política

Morte de Eduardo Campos volta à tona: irmão insinua assassinato e pede reabertura de inquérito

Avatar of Alteni

Published

on

Morte de Eduardo Campos volta à tona
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acidente ou assassinato: a polêmica na morte de Eduardo Campos retorna

A tragédia aérea que vitimou Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e candidato do PSB à Presidência da República em 2014, volta ao cenário de discussões políticas e jurídicas do Brasil. Antônio Campos, irmão do político, propõe uma tese impactante: a possibilidade de um assassinato disfarçado de acidente. E, com isso, solicita a reabertura do inquérito para elucidar a verdadeira causa do acidente.

As dúvidas e a busca por respostas

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nós, brasileiros, precisamos entender a causa do acidente, questionar se existe uma conotação política e esclarecer a real possibilidade de Eduardo Campos ter sido assassinado”, afirmou Antônio Campos durante entrevista ao jornal Folha de Pernambuco. O advogado planeja entregar um pedido formal para a reabertura da investigação no próximo dia 13 de agosto, data que marca o nono aniversário da morte de seu irmão.

Em sua nota divulgada na terça-feira, dia 25, Antônio Campos destacou que o relatório da investigação policial sobre a morte de Eduardo foi “inconclusivo”. O acidente, ocorrido em Santos, litoral de São Paulo, alterou drasticamente o rumo das eleições presidenciais de 2014.

A longa investigação e a controvérsia

Após a conclusão da investigação pela Polícia Federal em 2018, sem um veredito definitivo, e pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que indicou falhas humanas como a causa da queda, o caso foi transferido para o Ministério Público Federal. No entanto, o MPF arquivou o caso em 2019, alegando que a falta de equipamentos na cabine de comando impossibilitava determinar a causa exata da queda do avião e identificar os responsáveis por eventuais crimes cometidos.

No entanto, Antônio Campos promete novas provas e aponta falhas na investigação anterior. A questão que agora paira é: será que a investigação será realmente reaberta e, finalmente, esclarecerá o que aconteceu naquele fatídico dia 13 de agosto de 2014? As respostas ainda estão no ar, assim como a memória de Eduardo Campos.

Leia também: Paciente com Câncer faz Pedido Emocionante a Jair Bolsonaro: ‘Quero Te Conhecer’

Você também pode gostar: Lula ‘Geme de Dores’ e Faz Pausa Urgente na Agenda Devido a Intensos Desconfortos

Receba notícias exclusivas no nosso grupo do WhatsApp! Clique aqui para entrar.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.