Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

PGR questiona Alexandre de Moraes em documento sigiloso enviado ao STF

Gostou? Compartilhe!

Neste sábado ainda repercute o contragolpe da PGR por meio de Lindôra Araujo que enviou documentação sigilosa ao STF. Ademais a Vice-procuradora da República escancara diversos erros jurídicos cometidos por Alexandre de Moraes em relação ao famigerado inquérito contra os empresários. 

Dessa forma, em manifestação sigilosa que foi encaminhada ao STF a PGR Lindôra Araujo fez duras críticas à decisão do ministro Alexandre de Moraes. Em sintese, foi determinada medidas absurdas contra empresários bolsonaristas flagrados em uma reportagem do portal Metrópoles.

Você pode gostar: Mito! RedeTV bate recorde de audiência durante sabatina com Bolsonaro

Documento enviado pela PGR Lindôra Araujo contém 8 páginas 

Dessa forma, importante informar que no documento de oito páginas, A PGR Lindôra Araujo escancara uma série de dispositivos legais e de jurisprudência.

Confira: Bolsonaro solta proposta bombástica: “Nosso proposta orçamentária é imposto zero para gasolina”

Assim, “É absolutamente inviável que medidas cautelares restritivas de direitos fundamentais que não constituem um fim em si mesmas sejam decretadas sem breve pedido e mesmo sem oitiva do Ministério Público Federal. Ora é o Parquet quem deve verificar a necessidade de utilidade das medidas cautelares aferindo sobre uma ótica de viabilidade para a persecução penal. A vista prévia e integral dos autos é imprescindível para que o ministério público forme sua convicção de forma fundamentada sobre os fatos até mesmo para que possa analisar a legalidade e viabilidade das medidas representadas e sendo caso. requerer outras diligências relevantes a coleta de elementos informativos relacionados a materialidade e a autoria delitivas. A determinação judicial de medidas constritivas de direitos na fase investigativa de ofício mediante representação da autoridade policial sem requerimento a manifestação prévia do Ministério Público viola o sistema penal acusatório”, diz Lindôra.

Leia também: Educação: Bolsonaro detona método Paulo Freire: “fábrica de militantes”

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.