Connect with us

Política

Rogério Marinho envia mensagem ao Brasil após a eleição de Pacheco, confira 

Avatar of Alteni

Published

on

Rogério Marinho - Foto Reprodução do Twitter
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em um vídeo publicado e divulgado pelas redes sociais, o senador Rogério Marinho agradeceu pelo apoio recebido de modo geral na disputa pela presidência do Senado. O senador disse: “Esperamos sinceramente que a pauta que nós apresentamos, e que, aparentemente, foi incorporada pelo nosso adversário em seu discurso no dia de hoje, possa ser colocada em prática: defesa da liberdade, das prerrogativas do parlamento, da independência e separação entre os poderes, a volta à normalidade democrática.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, Rogério Marinho deixou claro que apenas assim todos os brasileiros vão poder, de fato e de verdade, se sentirem livres, em um país em que se respeita o livre arbítrio e a opinião das pessoas. Por fim, desejou que o povo possa se expressar, falar, e dizer o que pensa sem precisar ficar amedrontado.

Você pode gostar: Eduardo Girão causa impacto no Senado, em plena votação para presidência

Rogério Marinho diz que cada um precisa cumprir sua missão 

Vale ressaltar, que Rogério Marinho, também destacou a importância de cada parlamentar seguir cumprindo sua missão. “Mais do que nunca, o Brasil precisa de pacificação. O Brasil precisa que cada um de nós cumpra sua missão. E a nós cabe, aqui no parlamento, fazermos a nossa parte”. 

Além disso, vale frisar, que ao longo dos dois anos de seu mandato no comando do Senado, o senador Rodrigo Pacheco se omitiu vergonhosamente, na defesa das prerrogativas dos parlamentares. Como também na defesa do próprio Legislativo contra as investidas e intromissões de outros poderes, em especial o STF. Dessa forma, nada fez pela defesa dos direitos e liberdades fundamentais. 

Vale informar, que de acordo com a Constituição Federal, o controle dos atos de ministros do Supremo Tribunal Federal é realizado pelo Senado. Dessa forma, o sendo pode promover o impeachment dos magistrados em caso de crime de responsabilidade.

Contudo, os presidentes da Casa vem barrando a tramitação dos pedidos, sem sequer consultar o colegiado. Por fim, durante o primeiro mandato de Rodrigo Pacheco, mais de 60 pedidos de impeachment ficaram sem qualquer análise. Ademais, nessa nova legislatura, já foram solicitados três novos pedidos e possivelmente terão o mesmo destino.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: PGR corajosa, mostra violações a direitos humanos nas prisões em massa por ordem de Moraes

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.