Connect with us

Política

16 Aves Apreendidas na Casa de Anderson Torres Morrem sob Custódia do Ibama

Avatar of Alteni

Published

on

16 Aves Apreendidas na Casa de Anderson Torres Morrem sob Custódia do Ibama
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Morte de Aves Apreendidas na Casa de Anderson Torres: O Trágico Destino sob Custódia do Ibama

Ao menos 16 das 55 aves apreendidas na casa do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, encontraram um trágico destino, morrendo enquanto estavam sob a guarda do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Essa informação foi revelada por meio de documentos enviados pela Polícia Federal (PF) à Justiça Federal no final de setembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As operações de apreensão, conduzidas pelo Ibama e pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), ocorreram em dois momentos distintos na residência de Torres: a primeira em 24 de fevereiro e a segunda em 18 de abril. Durante este período, o ex-ministro estava detido, suspeito de envolvimento nos eventos do dia 8 de janeiro.

Na operação realizada em abril, agentes do Ibama apreenderam 55 pássaros do criadouro de Torres, transferindo-os para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, localizado em Brasília. Entretanto, entre 18 de abril e 24 de maio, 13 dessas aves morreram no Cetas antes mesmo de passarem por uma perícia. Posteriormente, outras três aves pereceram a partir de junho. Dentre as espécies afetadas estavam bicudos-verdadeiros e curiós.

Para aprofundar as investigações sobre as causas dessas mortes, dois corpos foram enviados para necropsia na Universidade de Brasília. Até o final de setembro, os resultados desses exames ainda não haviam sido divulgados. Os demais pássaros mortos foram conservados em congelamento no Instituto Nacional de Criminalística da PF, aguardando possíveis análises futuras.

Relatos da PF indicam que as aves chegaram ao Ibama exibindo sinais de maus-tratos, incluindo irregularidades nas penas, bicos fragilizados, potenciais deficiências nutricionais e falta de exposição ao sol. Apesar disso, o Ibama defendeu sua conduta, alegando que seguiu os protocolos padrão de acolhimento. Um relatório do órgão destacou que quatro das aves apreendidas chegaram em condições relativamente boas, em gaiolas limpas, com acesso à água, comida e galhos para enriquecimento ambiental.

O Cetas do Ibama, que abrigou as aves, já foi alvo de críticas anteriormente. Em 2020, o Ministério Público Federal (MPF) questionou as condições do centro, e o próprio Ibama reconheceu que a situação era “precária”.

Em uma nota recente, o Ibama mencionou que as aves mortas chegaram “em condições debilitadas”, sem especificar a quantidade. O órgão descreveu que algumas aves apresentavam ausência de penas em áreas como dorso, cabeça e membros posteriores, além de bicos frágeis e sinais de quebra. O Ibama concluiu a nota afirmando que aguarda os resultados dos laudos para esclarecer as circunstâncias das mortes.

Você também pode gostar: Lula Admite: ‘Não Consigo Ganhar Votos de Pessoas com Renda e Escolaridade Melhores’ — Descubra Por Quê no Vídeo

📢 Receba notícias pelo WhatsApp. Entre grátis no nosso canal. Clique e siga!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.