Connect with us

Política

Deputado eleito em 2018 as custas de Bolsonaro ganha destaque na mídia para atacar Michelle Bolsonaro

deputado federal Julian Lemos e Bolsonaro - Foto Reprodução do Twitter

O Portal UOL estampou em suas mídias, uma manchete sobre as declarações do deputado federal Julian Lemos (União-PB). A saber, este parlamentar que foi eleito em 2018 às custas de Jair Bolsonaro (PL), acusou o Chefe do Executivo de bater na primeira-dama Michelle Bolsonaro. Em resumo, a suposta agressão teria ocorrido depois de ela ter passado por um procedimento estético para troca de silicone em janeiro de 2020.

Vale informar, que as acusações sem provas, foram feitas durante entrevista ao podcast Arretado. Contudo, a UOL fez questão de publicar em letras garrafais e segundo o famigerado parlamentar, a relação entre Bolsonaro e Michelle seria de “fachada”. Por fim, o UOL destacou dentro da matéria que o deputado não apresentou provas. 

Você pode gostar: Patriota do caminhão: O empresário que ficou famoso falou pela primeira vez 

Web não perdoa o deputado lacrador após acusações sem provas 

Pouco tempo após as famigeradas acusações sem apresentar provas, o famigerado parlamentar foi alvo de uma enxurrada de comentários nas redes sociais. Ademais, o que não faltaram foram acusações de traidor e mentiroso por parte dos apoiadores do Presidente. Além disso, até o Portal UOL foi criticado por dar espaço a uma notícia como essa.

“Na falta de assunto, viraram fofoqueiros de plantão. Falem sobre o Marcos Cintra, o vice da Thronike que nunca foi bolsonarista , ter suas redes sociais canceladas e intimado pelo ésetêéfe. Algo muito estranho acontecendo e vocês fazendo vista grossa!” Escreveu uma internauta.

Confira: André Mendonça: Saiba o que o ministro disse sobre as manifestações que está causando náusea na esquerda 

Em conclusão, lembramos que Julian Lemos foi eleito deputado federal em 2018 quando fazia parte do PSL, ex-partido do presidente Jair Bolsonaro. Dessa forma, foi eleito com 71.899 votos dos paraibanos. Contudo, esse ano após romper com Bolsonaro recebeu nestas eleições 36.530 votos e não conseguiu a reeleição para a Câmara Federal.

Leia também: Paulo Figueiredo revela última atualização sobre o relatório das Forças Armadas, confira

SEGUE A GENTE TAMBÉM NO TWITTER:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.