Connect with us

Política

Deputado Sanderson aponta crime e pede impeachment de Lula: “não pode dizer tamanha sandice”

Avatar of Alteni

Published

on

Deputado Sanderson e Lula - Foto Reprodução do Twitter
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Da tribuna da Câmara, o Deputado Sanderson refrescou a memória de alguns colegas parlamentares. Em resumo, lembrou que já apresentou pedido de impeachment do presidente Lula pelas falas inverídicas que deu em sua viagem a países da América do Sul. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Vejam que, nesses primeiros 30 dias, não saiu nada que preste do Palácio do Planalto, muito menos dos Ministérios. Vimos aí uma verdadeira avalanche de proposições ou de mensagens, todas elas destrutivas, deletérias. Falo aqui, em primeiro lugar, de uma mensagem feita por Lula da Silva, num ato oficial protocolar na Argentina, quando ele, falando em nome do País inteiro, em nome da Nação brasileira, disse, mentindo obviamente, que houve um golpe de Estado aqui em 2016.” Discursou o deputado Sanderson.

Você pode gostar: Deputado Cabo Gilberto Silva não se dobra a Moraes e dispara: ‘Ditadura da toga, posso sair preso 

Deputado Sanderson mostra de fato qual foi o suposto crime cometido pelo petista 

Vale ressaltar, que o deputado Sanderson avisou que já apresentou o primeiro pedido de impeachment contra Lula. Por conseguinte, afirmou que o petista cometeu, cometeu, crime de responsabilidade. O parlamentar, explicou que Lula não pode, fazer o que fez enquanto Presidente da República:

“Num evento público, discursando para autoridades estrangeiras, dizer tamanha sandice, tamanha irresponsabilidade. Isso é inadmissível para alguém que pretende comandar uma Nação. Aliás, ele não tem a menor condição de comandar nada, nem deveria estar no Palácio do Planalto, porque até esses dias estava preso na Polícia Federal, condenado duplamente por corrupção”. Complementou Sanderson. 

Confira: Bolsonaro envia um vídeo inspirador ao senador Seif: ‘Não vamos nos entregar, vamos fazer nossa parte’

Por fim, o parlamentar concluiu: “Queremos apenas a abertura do processo de impeachment caso ele diga que houve golpe de estado. Nesse caso, quem são os golpistas, então? Os Deputados são os golpistas? Os Senadores são os golpistas? O STF, em 2016, anuiu e homologou todo o processamento do impeachment. Então o Congresso fica calado e concorda com a leviandade de Lula da Silva, quando disse que houve um golpe de estado em 2016, que é algo muito grave, ou então vamos abrir o processo de impeachment para que a verdade venha à tona”.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Flávio Bolsonaro não se intimida e relata toda conversa com Marcos do Val

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.