Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

Forças Armadas não baixam guarda e são atendidos pelo TSE: “Trabalho paralelo de contagem de votos”

Gostou? Compartilhe!

Forças Armadas: Nesta segunda-feira, dia 12 de setembro, os conservadores amanheceram em polvorosa após mais uma boa notícia ser publicada na imprensa em geral. Ademais a Defesa brasileira havia enviado proposta para fiscalizar o processo eleitoral. Dessa forma, técnicos das FA vão investir em um novo projeto para conferir em tempo real a totalização dos votos realizada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Vale informar que essa medida se resume em levar militares das Forças Armadas em seções eleitorais distribuídas pelo país. Por conseguinte, os militares devem tirar e enviar fotos do QR Code relacionados aos boletins de urna direto para o Comando de Defesa Cibernética do Exército, em Brasília. Por fim, esse será um trabalho paralelo de fiscalização e contagem dos votos.

Você pode gostar: TSE atende pedido de Lula e faz nova proibição para Bolsonaro, mas o “tiro pode sair pela culatra”

Forças Armadas devem fazer conferência de pelo menos 385 boletins de urna 

Outro fator importante é a quantidade de boletins que devem receber a conferência das Forças Armadas. Ademais, de acordo com militares que possuem conhecimento do assunto afirmaram a princípio, que a conferência será realizada com 385 boletins de urna. Vale frisar que essa amostragem, de acordo com os técnicos, garantiria 95% de confiabilidade.

Confira: Bolsonaro faz discurso emocionado e revela as três frases que mais houve pelo Brasil

Em conclusão, o presidente do TSE, e ministro do STF Alexandre de Moraes, aceitou um acordo com os militares na reunião do último dia 31 de agosto. Ou seja, vai liberar para as  entidades fiscalizadoras os arquivos brutos ( muito importante) da totalização que são enviados pelos tribunais regionais.

Com a liberação de Alexandre de Moraes, os militares vão ter acesso em tempo real aos dados enviados para a totalização, Vale frisar que antes teria que coletar as informações na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral que seria disponibilizada na internet.

Leia também: Cantor João Gomes após tentar “lacrar” contra Bolsonaro no Rock In Rio toma atitude que irrita a esquerda

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.