Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

Grupo Bandeirantes volta a criticar Alexandre de Moraes: “Mandante de operações ilegais?”

Gostou? Compartilhe!

Nesta quarta-feira, dia 31 de agosto, o ministro Alexandre de Moraes voltou a ser alvo de pesadas críticas pelo Grupo Bandeirantes. Após o magistrado retirar o sigilo do inquérito contra os empresários e não apresentar nenhuma prova, a emissora paulista se pronunciou sobre o caso. 

“O Brasil ainda chocado com a ação da Polícia Federal na casa de oito empresários esperava que o ministro Alexandre de Moraes apresentasse a justificativa para ter autorizado essa operação. E de fato acaba de ser retirado o sigilo das investigações. Isso no sétimo dia depois da ação policial, mas o que apareceu não convence e a pergunta continua: Onde estão as provas?” Iniciou o editorial narrado pelo âncora do Grupo Bandeirantes.

Você pode gostar: Gravíssimo! Foi escancarada quem está por trás da decisão de Alexandre de Moraes contra empresários

Trecho do Editorial do Grupo Bandeirantes sugere que Moraes pode estar querendo ser “justiceiro”

O Grupo Bandeirante expõe que a população segue aguardando as provas e justificativas para a ação determinada por Moraes. E alerta que troca de mensagens não configuram crimes.

“Por que troca de mensagens, apenas opiniões sem ações, ainda que sejam contra a democracia, ou mesmo em defesa de golpe, ideia que combatemos e abominamos não configuram crimes e estão longe de fundamentar aquela operação policial. Vão crescendo os sinais que estamos diante de mais um desatino do nosso judiciário. Como tem acontecido desde a Lava-Jato.”

Confira: Se acovardou? Lula só vai participar de debates se houver mudanças nas regras 

Por fim, o editorial afirma que sem provas, o ministro Alexandre de Moraes não passa de um mandante de operações ilegais. Além disso, pergunta: Será que as famigeradas provas não existem? E o Brasil vai ter que conviver com um ministro que se acha o “justiceiro”?

“Sem provas claras e contundentes Alexandre de Moraes desempenha nesse episódio mais um papel de mandante fora da lei e da constituição do que de ministro que deveria zelar por esta mesma lei, por esta mesma constituição. Pelo respeito que temos pela instituição do Supremo Tribunal Federal queremos acreditar, que ainda possam existir evidências convincentes mas a expectativa se reduz, o tempo passa e a cobrança vai ficando mais intensa e a indignação também. Ou será que esse material não existe mesmo e o país vai ter que conviver com um ministro do Supremo que virou de fato mandante de operações ilegais, ministro justiceiro? Essa é a opinião do Grupo Bandeirantes de Comunicação.”

Leia também: Marcelo de Carvalho, dono da Rede TV detona Vera Magalhães “Não somos idiotas minha senhora” 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.