Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

Página de checagem mostra afirmações falsas de Lula no Jornal Nacional

Gostou? Compartilhe!

Nesta sexta-feira, dia 26 de agosto, ainda repercute de forma negativa a participação de Lula no Jornal Nacional. Em resumo, os internautas e jornalistas em geral destacaram o tratamento “cordial” ao extremo com o petista em detrimento ao tratamento com Bolsonaro. 

Dessa forma, a página Aos Fatos, desmascarou diversas declarações do petista. Primeiramente, desmentiram a declaração de Lula que afirmou que o MST não invadiam terras produtivas. Contudo, a página de checagem destacou que a afirmação que o ex-presidiário fez sobre o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) é falsa. Pois em 2004, famílias ligadas ao MST invadiram uma fazenda da Veracel Celulose, em Porto Seguro (BA), e derrubaram eucaliptos para protestar contra o ritmo das desapropriações no local. 

Você pode gostar: Âncora da Band diz que Brasil tem o direito de saber quem é o lado lunático da história: Morais ou empresários

Aos Fatos também desmente Lula em relação à Polícia Federal

Vale frisar que o descondenado fez críticas contra Bolsonaro no Jornal Nacional afirmando que o atual presidente troca o diretor da PF a todo momento. Contudo, Lula afirmou que nunca trocou o diretor da Polícia Federal durante seus governos. Entretanto, a página aos Fatos também desmentiu o ex-presidiário. Afinal, em 2007, o petista substituiu o comando da PF após sua voz ter sido gravada durante a Operação Xeque-Mate, que investigou a máfia dos caça-níqueis.

Confira: Bomba! Marco Aurélio ex-ministro do STF diz se arrepender de assinar “Carta pela Democracia”

O ex-presidiário também disparou que criou um grupo com outros países para resolver conflitos entre a Venezuela e a Colômbia. Mas na verdade essa afirmação é outra “lorota” do descondenado. Afinal, em 2003, o então ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, anunciou a criação do Grupo de Amigos do Secretário-Geral da OEA para a Venezuela, formado por Brasil, Chile, Espanha, Estados Unidos, México e Portugal.

Entretanto, o objetivo não era resolver o conflito entre Venezuela e Colômbia, conforme noticiou a imprensa na época, e sim acabar com a crise interna na Venezuela que envolvia uma greve pela renúncia do então presidente Hugo Chávez.

Leia também: Sérgio Moro se oferece para ser voluntário na entrevista de Lula, entenda

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.