Connect with us

Hi, what are you looking for?

Política

Vai acontecer o que? Lula pede votos antes do período oficial de campanha o que é proibido por lei

Gostou? Compartilhe!

O ex-presidiário Lula perdeu o medo da justiça faz muito tempo. Afinal, a cada dia ele solta alguma pérola nova o que prova que a justiça no Brasil atualmente só tem “olhos” para um lado na política brasileira. A saber, o descondenado participou de um evento político com aliados em Teresina, no Piauí. 

O petista discursou ao lado do ex-governador do e candidato ao Senado Federal Wellington Dias (PT) e do candidato ao governo piauiense Rafael Fonteles (PT). Contudo, ao enaltecer o nome de Fonteles ao governo, Lula pediu voto descaradamente para ele e seus aliados. Vale frisar que esta atitude é proibida antes do início oficial da campanha eleitoral, programada para o dia 16 de agosto. 

Você pode gostar: Alfredo Scaff afirma que Brasil surpreende o mundo ao sair rápido da crise

Sem nenhum receio Lula pede votos para Wellington 

Em seu famigerado discurso Lula disparou: “Queria pedir para vocês, cada mulher ou cada homem do Piauí que tem disposição de votar em mim que tem disposição de votar no Wellington, eu queria pedir para vocês que no dia 2 de outubro vote em mim, vote no Wellington, mas primeiro vote no Rafael, porque ele vai cuidar do povo do Piauí.”

Por fim, o “supostamente” acusado de ser o autor do maior esquema de corrupção do mundo, ainda prometeu que, caso eleito, vai aumentar o salário mínimo todos os anos. 

Confira: Paulo Guedes dá show da XP “Brasil tá condenado a crescer por a 10 anos seguidos”

“Eles têm que saber que nós vamos garantir a refeição, o emprego, o aumento de salário mínimo, que vai ter que aumentar todo ano”, declarou. Lula ainda criticou o atual presidente da República por aprovar novos programas de transferência de rendas próximo ao período eleitoral.” Discursou o ex-presidiário e continuou.

“Ele vai dar dinheiro para taxista, para caminhoneiro, porque ele acha que o povo é gado, que o povo vai atrás do seu dono quando dá sal. E nós temos que dizer para o Bolsonaro: ‘Coloque o dinheiro na nossa conta, que nós vamos pegar esse dinheiro e comprar o que comer, o que vestir, comprar o que nós precisamos. Mas se ele pensa que esse dinheiro vai comprar voto, no dia 2 de outubro a gente tem que dar uma banana para o Bolsonaro, para que ele saiba que ele vai cair fora da governança”, declarou.

Leia também: Saidinha com os dias contados: Câmara aprovou o fim do benefício para bandidagem

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.