Connect with us

Política

PT propõe emenda para limitar poder das Forças Armadas e acabar com GLO: o que está em jogo?

Avatar of Alteni

Published

on

PT propõe emenda para limitar poder das Forças Armadas e acabar com GLO: o que está em jogo?
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Partido dos Trabalhadores (PT) está propondo uma emenda constitucional cujo objetivo é limitar o poder das Forças Armadas e acabar com a chamada Garantia da Lei e da Ordem (GLO). A proposta, que inclui alterar o artigo 142 da Constituição, foi apresentada pelos deputados petistas Carlos Zarattini, Alencar Santana e Rui Falcão, todos de São Paulo.

PT quer acabar com GLO e limitar poder das Forças Armadas: o que isso significa?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a proposta, as operações de GLO, que permitem às Forças Armadas atuar em situações de segurança pública em todo o país, seriam abolidas. Além disso, a proposta obriga que os militares que queiram exercer cargos públicos tenham que ir diretamente para a reserva e proíbe o uso do cargo, função ou arma para qualquer intervenção política.

Você pode gostar: Eduardo Bolsonaro: saiba porque o deputado mandou a Polícia Federal fazer o L

A proposta do PT pode enfraquecer a segurança pública no país?

A emenda exclui a parte do artigo 142 que diz que as Forças Armadas se destinam à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem, propondo que seja substituída pela frase: “Destinam-se a assegurar a independência e a soberania do país e a integridade do seu território”. A ideia é deixar claro que as Forças Armadas poderão ser escaladas para colaborar em missões de defesa civil nos termos da lei.

Com esta proposta, o PT pretende delimitar o poder das Forças Armadas e torná-las menos presentes em questões de segurança pública no país. A proposta, no entanto, gera controvérsias e questionamentos sobre as intenções do partido. Algumas pessoas apontam que a proposta poderia enfraquecer a segurança do país e outros argumentam que ela poderia garantir mais transparência e democracia no uso das Forças Armadas. Em todo caso, a proposta deve ser discutida e avaliada pelo Congresso Nacional antes de ser aprovada.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Janja: Saiba porque Jill Biden cancelou encontro a primeira dama brasileira: “deu ruim” 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.