Connect with us

Política

Relatório do Exército: Chegou o dia e já começou as cobranças da população, saiba mais

Relatório do exército brasileiro - Foto Reprodução do Twitter

Nesta segunda-feira, existe grande expectativa da sociedade brasileira em relação ao relatório do Exército. Em resumo, ficou programado para hoje dia 7 de novembro a entrega do documento para o TSE com as averiguações feitas pelas forças armadas em relação ao primeiro e segundo turno das eleições.

Atualização: As Forças Armadas decidiram adiar para quarta-feira a entrega do relatório em função das eleições nos Estados Unidos. A saber, a apuração é de Paulo Figueiredo da Jovem Pan.

Vale frisar que existe muita especulação sobre o conteúdo do relatório do Exército. Ou seja, muitas teorias já inundaram as redes sociais, como questões do porque tem cidades com x de habitantes e votaram quase o dobro? Além disso, também são citadas questões como porque em algumas cidades tiveram 0 votos para Bolsonaro e as pessoas querem saber onde foram os votos deles. 

Você pode gostar: Marcos Cintra, vice de Soraya teve as contas bloqueadas e vai ser ouvido pela PF

Internautas já começam cobranças sobre o relatório do Exército 

Vale frisar que desde cedo as redes sociais já receberam muitas menções em relação ao tão esperado relatório do Exército. Afinal, qual seria o passo seguinte, se por acaso for comprovado alguma discrepância no modo de apuração de votos? Qual a lógica jurídica que deve ser aplicada de acordo com a Constituição? O povo quer saber.

“As manifestações já fizeram seu papel e já deram o recado.  Agora é aguardar o relatório da auditoria do exército , com ele certamente haverá o posicionamento do Presidente Bolsonaro e das FFAA.” Comentou um internauta.

Confira: Patriota que participou das manifestações em 64 volta às ruas: “A gente conseguiu e vamos conseguir de novo”

“A pergunta tinha que ser outra: Cadê o relatório do exército? Pq só vi contas de pessoas falando que seria segunda, mas passou pra amanhã. As notícias (aqui não falo da velha mídia) ninguém comentou.” Disparou outro seguidor. 

“Duvido que vai ter relatório das forças armadas, papo furado pra acalmar o povo. Se o exército fosse mesmo o de Duque de Caxias, já teria reagido há muito tempo, quando o judiciário instalou a ditadura.” Comentou um esquerdista. 

leia também: Eduardo Bolsonaro volta as redes sociais e novo post é entendido como provocação, confira

SEGUE A GENTE TAMBÉM NO TWITTER:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.