Connect with us

Política

STF libera quebra de sigilos bancário e fiscal do deputado André Janones

STF libera quebra de sigilos bancário e fiscal do deputado Janones
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

STF autoriza investigação financeira de André Janones

Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu autorização para a quebra do sigilo bancário e fiscal do deputado André Janones (Avante-MG) e de seu círculo próximo, incluindo assessores e ex-assessores. Esta decisão surge em resposta às investigações que apontam para um possível esquema de desvio de verbas públicas, conhecido popularmente como “rachadinha”, envolvendo o gabinete do parlamentar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A medida foi solicitada pela Polícia Federal e endossada pela Procuradoria-Geral da República, fundamentada em evidências como uma gravação de áudio onde Janones discute a necessidade de retorno financeiro de parte dos salários de seus assessores, para cobrir déficits de sua campanha eleitoral de 2016.

Em dezembro, a solicitação da Procuradoria-Geral da República foi acatada por Fux, que autorizou a instauração de um inquérito para investigar as alegações de práticas ilícitas.

A Polícia Federal, por sua vez, relatou que as investigações preliminares indicam fortemente a existência de um esquema de desvio de recursos públicos no gabinete do deputado. Inconsistências e contradições nos depoimentos dos servidores de Janones reforçam as suspeitas, apesar de negativas de envolvimento nas práticas denunciadas.

Os investigadores destacam a importância da quebra de sigilo como ferramenta essencial para rastrear o fluxo financeiro e analisar patrimônios, visando identificar possíveis vínculos com as atividades ilícitas investigadas.

Entre os pontos levantados, destaca-se o depoimento de Alisson Alves, mencionado nas gravações, que negou participação no esquema, mas admitiu realizar saques regulares em espécie, o que gerou suspeitas adicionais.

A decisão de Fux, embasada nas evidências coletadas, reforça a necessidade da medida para a continuidade eficaz da investigação. A posição da Procuradoria-Geral da República, através do vice-procurador-geral Hindenburgo Chateaubriand, valida a ação policial como apropriada diante dos fatos apresentados.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.