Connect with us

Política

Toffoli Nega Prisão de Moraes Mesmo com Provas Sólidas e Pavinatto Se Revolta

Avatar of Alteni

Published

on

Toffoli Nega Prisão de Moraes Mesmo com Provas Sólidas e Pavinatto Se Revolta
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Toffoli Nega Prisão de Moraes e Pavinatto Explode em Revolta

Como era de se esperar, o ministro Dias Toffoli negou seguimento na ação proposta pela família de Cleriston da Cunha contra o ministro Alexandre de Moraes. Cleriston, conhecido como Clezão, morreu no presídio da Papuda. A ação, assinada pelo advogado Tiago Pavinatto, atribuía a Moraes as práticas de abuso de autoridade, maus-tratos, tortura e prevaricação, com penas que somariam 31 anos de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Clezão foi detido durante os eventos de 8 de janeiro e faleceu aos 46 anos na Papuda após passar mal em novembro de 2023. A peça protocolada pela família destacava um parecer da Procuradoria-Geral da República favorável à soltura dois meses antes do óbito, além de laudos médicos que apontavam problemas de saúde. A ação também apontava omissão dolosa do ministro.

Ao negar seguimento à petição contra Moraes, Toffoli afirmou que a petição era “amparada unicamente em ilações e acusações infundadas, com breves intersecções com a realidade e despida de fundamentação jurídica correlata aos fatos e provas”. Ele classificou a representação como “panfletária”.

Tiago Pavinatto, em suas redes sociais, criticou a decisão de Toffoli, afirmando: “Ministro Dias Toffoli negou seguimento à ação penal contra o Ministro Alexandre. Ignorando elementos essenciais da petição, dentre os argumentos da sua decisão: ‘quanto à alegação de que a prisão não teria sido reavaliada no prazo de 90 dias, o Plenário desta Corte, nos autos do Suspensão de Liminar 1.395, firmou entendimento no sentido de que a falta de reavaliação da prisão preventiva, a cada 90 dias, nos termos do artigo 316, parágrafo único, do CPP, não gera direito à revogação automática da prisão preventiva.’ Automático? O que ele acaba de nos dizer é: a lei manda reavaliar a cada 90 dias, mas podem passar mais de 200 dias e, mesmo a defesa pedindo insistentemente, mesmo o MP dizendo que a preventiva não cabe mais, o Ministro tem o direito de não cumprir a lei.”

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.