Connect with us

Política

A poucos dias de deixar o TSE, Moraes aplica punições severas a conservadores

Avatar of Alteni

Published

on

A poucos dias de deixar o TSE, Moraes aplica punições severas a conservadores
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moraes aplica punições severas a conservadores dias antes de deixar o TSE

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu multar senadores e deputados em R$ 30 mil por publicações nas redes sociais que associaram o petista Lula ao satanismo durante a campanha eleitoral de 2022. Por unanimidade, os ministros concluíram que houve propaganda eleitoral negativa contra um candidato, o que é proibido pela legislação eleitoral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os parlamentares compartilharam um vídeo em que o influenciador Victor Stavale, autodenominado satanista, afirma ser apoiador de Lula. Nas postagens, foram feitos comentários que vinculavam os apoiadores de Lula ao satanismo, enquanto os seguidores do então presidente Jair Bolsonaro, que buscava a reeleição, eram associados ao cristianismo e ao bem.

Os deputados Gustavo Gayer (PL-GO) e Carla Zambelli (PL-SP), assim como os senadores Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG), foram multados. Em sua defesa, alegaram que apenas compartilharam a postagem de Stavale, que publicamente se apresenta como satanista. Seus advogados argumentaram que não seria possível supor que o influenciador estivesse mentindo ao se declarar apoiador de Lula.

Para os ministros do TSE, no entanto, independentemente da veracidade das declarações de Stavale, os parlamentares agiram com dolo ao tentar estabelecer uma falsa associação entre Lula e o satanismo. Por 5 a 2, a maioria dos ministros também condenou o próprio Stavale e outros dois influenciadores – Bárbara Zambaldi e Leandro Ruschel – a pagar R$ 5 mil em multa, também por propaganda eleitoral negativa.

Alexandre de Moraes, presidente do TSE, afirmou: “O satanista, antes dessa postagem única, já tinha várias postagens e uma entrevista declarando claramente a sua antipatia à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva. É uma série de coincidências atávicas, que leva à conclusão de que é óbvio que foi uma armação”, completou ele, chamando a estratégia de “lavagem de fake news”.

Moraes deixará a presidência do TSE no dia 3 de junho, quando completará o período máximo de 4 anos na Corte. Ele será sucedido pela ministra Cármen Lúcia no comando do tribunal. A partir de junho, o TSE será composto pela ministra Cármen Lúcia, presidente; Nunes Marques, vice-presidente; e os ministros André Mendonça, Raul Araújo (STJ), Maria Isabel Galotti (STJ), Floriano de Azevedo Marques e André Ramos Tavares, ambos oriundos da advocacia.

A saída de Moraes e a mudança drástica no TSE representam, na prática, um fio de esperança para o ex-presidente Jair Bolsonaro. Uma possível “ilegitimidade” dos julgamentos que condenaram Bolsonaro à inelegibilidade pode ser revista pelo próximo presidente do TSE. Vale ressaltar que Nunes Marques deve assumir a Corte em 2026.

Além disso, no Congresso, deputados estão trabalhando nos bastidores em um projeto de lei que pode anular esses julgamentos do TSE e devolver os direitos políticos de Bolsonaro. Será uma verdadeira reviravolta!

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.