Connect with us

Política

Alexandre de Moraes manda prender ele mesmo? Confira a confusão no STF

Alexandre de Moraes - Foto Reprodução do Twitter

Um mandado de prisão no sistema interno do Conselho Nacional de Justiça determinou a prisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes. E o autor do pedido é ele mesmo, o documento refere-se a atos do magistrado de forma jocosa e um ataque hacker não foi descartado. 

Depois do caso vir à tona, o CNJ tirou o processo do ar. Agora confira um trecho do mandado de prisão que foi obtido pelo Jornal Metrópolis que diz o seguinte:

“Determino a extração integral de cópias e sua imediata remessa para o inquérito 4874 e de todos os inquéritos de censura e perseguição política em curso no STF para o CNJ. A fim de que me punam exemplarmente, e o competente mandado de prisão em desfavor de mim mesmo, Alexandre de Moraes. Publique-se, intime-se e faz o L.” 

Você pode gostar: Inacreditável! Ministra do Lula passará por “treinamento” para aprender a rebater as acusações

Fiúza afirma que Alexandre de Moraes não presta conta por seus atos 

Vale frisar que o CNJ informou que identificou inconsistência fora do padrão no banco nacional de monitoramento de prisões, que foram introduzidas por um usuário regularmente cadastrado no sistema. Além disso, afirmou que o caso já se encontra em investigação oficial das autoridades responsáveis. 

O jornalista Guilherme Fiuza comentou o caso dizendo que apesar de engraçado, o suposto ataque hacker tem um teor significativo. “Ele mesmo disse, em meio a risadas, que falta muita gente para prender, ele mesmo se transformou numa caricatura.” Disse Fiuza.

Confira: OAB de Santa Catarina mostra para o Conselho federal como reagir contra Moraes 

Por fim, o jornalista afirmou que o motivo de ser fazer humor numa situação como essa é porque Alexandre de Moraes não presta conta de seus atos. Ou seja, ele é o culpado da bizarra situação atual da justiça no Brasil. 

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Janja tenta lacrar e toma invertida de deputado: “A primeira dama que saiu não roubou nenhum objeto”


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.