Connect with us

Economia

Auxílio Brasil: Caixa Econômica Federal vai suspender consignado do benefício, saiba mais

Auxílio Brasil - Foto Reprodução do Twitter

A Caixa Econômica Federal decidiu suspender a concessão do empréstimo consignado por meio do Auxílio Brasil. Segundo informações do Portal UOL, a presidente da Caixa, Rita Serrano, a suspensão do consignado para o benefício tem como motivo principal a revisão dos cadastros do programa. A saber, o atual governo pretende mudar o nome do benefício que voltará a se chamar Bolsa Família, pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Além disso, também haverá uma revisão, feita pela Caixa, em relação aos juros da modalidade. 

“Eu já posso anunciar para vocês que nós estamos suspendendo o consignado do Auxílio por duas razões. A primeira é que o Ministério do Desenvolvimento Social vai revisar o cadastro, então como o Ministério vai revisar o cadastro, não é de bom tom que a gente mantenha, porque não sabemos quem vai ficar nesse cadastro ou não”, disse Rita Serrano.

Segundo a presidente da Caixa, os juros do Auxílio Brasil são muito altos 

Ainda segundo o portal UOL, a presidente da Caixa Econômica Federal também comentou sobre os juros cobrados no consignado do Auxílio Brasil. Dessa forma, este seria o segundo motivo pelo qual o consignado do programa seria suspenso.

“A segunda é porque os juros dessa modalidade (Auxílio Brasil) de consignado são muito altos, então nós também estamos suspendendo para rever esses juros e vendo as possibilidades que existem para baixar esses juros, dentro, lógico, das regras de conformidade”, afirmou ela. 

Vale lembrar, que o consignado do Auxílio Brasil foi lançado pelo governo de Jair Bolsonaro, no ano passado, alguns meses antes da campanha eleitoral. Dessa forma, foi encampado por poucos bancos no Brasil. Vale informar, que a Caixa Econômica Federal foi a única entre os maiores bancos a oferecer a linha de crédito, que teve uma forte procura por conta do endividamento das famílias brasileiras. Por outro lado, foi criticada por especialistas por conta do aumento ainda maior desse endividamento.

Serrano não trabalha com possibilidade de perdão aos devedores 

Por fim, vale destacar que a presidente da Caixa deixou claro que o banco não vai trabalhar com a perspectiva de perdão aos devedores. Por outro lado, informou que o pode negociar outros pontos com o ministério da economia: “O banco não tem como fazer isso, mas eu acredito que há a possibilidade de negociar com o governo inclusive para baixar os juros”, disse Serrano. 

A executiva da Caixa afirmou também que o programa de “microfinanças” do banco deverá ser reavaliado. “Todos estes produtos principalmente vinculados aos programas públicos serão reavaliados porque o governo também está reavaliando”, concluiu Serrano a jornalistas após a posse na presidência do banco.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Ministério da Economia avalia a melhor capital do sudeste para empreendedores


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.