Connect with us

Política

GRAVE: Daniela Lima e veículos do Grupo Globo acusados de propagar fake news sobre Carlos e ABIN

Avatar of Rizete Silva

Published

on

GRAVE: Daniela Lima e veículos do Grupo Globo acusados de propagar fake news sobre Carlos e ABIN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Daniela Lima e Grupo Globo sob suspeita de disseminar fake news envolvendo Carlos e ABIN

Durante uma transmissão ao vivo na GloboNews nesta segunda-feira (29), a jornalista Daniela Lima reportou que a Polícia Federal teria apreendido um computador da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) na posse de Carlos Bolsonaro, vereador do Rio de Janeiro pelo partido Republicamos. A afirmação, proferida sem apresentação de evidências concretas, foi descrita como informação exclusiva obtida pela GloboNews.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Contudo, essa narrativa foi prontamente contestada pelo advogado Fabio Wajngarten, que negou a apreensão de quaisquer dispositivos com Carlos Bolsonaro ou em locais associados ao vereador. Wajngarten enfatizou que nenhum equipamento pertencente a terceiros foi encontrado na residência ou no gabinete do vereador.

Paralelamente, diversos veículos do Grupo Globo veicularam a mesma narrativa de Daniela Lima em diferentes plataformas, incluindo websites, jornais impressos e redes sociais. No entanto, observou-se posteriormente uma alteração progressiva desses conteúdos. Inicialmente, as manchetes indicavam que a informação partira da própria Polícia Federal. Agora, em uma versão revisada publicada pelo jornal O Globo, reporta-se a apreensão de um computador da ABIN na casa de um militar do Exército, Giancarlo Gomes Rodrigues, em Salvador, como parte da operação que também mirava Carlos Bolsonaro.

Entenda o Caso

A operação em questão, autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira, faz parte da “Operação Vigilância Aproximada”. A ação da Polícia Federal não se limitou à residência e ao gabinete de Carlos Bolsonaro na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, estendendo-se também a Angra dos Reis e cidades em Goiás e na Bahia.

O foco da investigação é o suposto uso político da ABIN, visando identificar os principais beneficiários e destinatários das informações produzidas ilegalmente pela agência. De acordo com a PF, tais ações incluíam técnicas de investigação típicas das polícias judiciárias, realizadas sem controle judicial ou do Ministério Público.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.