Connect with us

Política

Exército publica post no Instagram e recebe 11 mil comentários em 3 horas 

exército brasileiro - Foto Reprodução do Twitter

O Exército oficial segue com um engajamento incrível em suas redes sociais, em especial no Instagram. Vale lembrar, que até o dia 30 de outubro, o perfil da Força possuía pouco mais de dois milhões de seguidores. Por conseguinte, com as manifestações em massa por todo o Brasil, o perfil cresceu muito.

Dessa forma, em pouco mais de dois meses o perfil do Exército ganhou mais de 5 milhões de seguidores, chegando a marca de sete milhões até o momento. Além disso, o engajamento das publicações sempre foram com muitas curtidas e muitos comentários em elogios aos militares, além de pedidos por intervenção. 

Você pode gostar: Mourão sai em defesa dos manifestantes e ataca governo do PT: “Age de forma, amadora, desumana e ilegal”

Internautas mudam postura em relação ao Exército nas redes sociais 

Mas aquilo que parecia um amor infinito entre o Exército e os novos seguidores acabou rapidamente. Primeiramente, após a ida de Bolsonaro para os Estados Unidos, o que gerou muitos comentários sobre os militares terem supostamente abandonado o ex-Presidente. Em seguida, a posse de Lula que frustrou ainda mais os conservadores.

Agora o que não faltam são comentários com muitas críticas e cobranças em cima dos militares. A saber, a cada novo post no Instagram os internautas enchem de comentários, muitas vezes até agressivos, por conta da situação do país. Em especial dos brasileiros presos em Brasília, que estão em situação precária aguardando um desfecho. 

Confira:  Alexandre de Moraes usa frases de Bolsonaro para ameaçar manifestantes presos: “Querendo que a prisão seja colônia de férias?”

“Libertem aquelas pessoas inocentes!!!!!! Estão em condições desumanas! Campo de concentração!” Escreveu um seguidor; “Cadê os direitos humanos? Vcs não estão vendo o que está acontecendo? Perderam o respeito, vcs eram nossa última esperança.” Escreveu outro internauta. 

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Bia Kicis faz grave denúncia na Câmara sobre violações de direitos de manifestantes 


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.