Connect with us

Política

Alexandre de Moraes usa frases de Bolsonaro para ameaçar manifestantes presos: “Querendo que a prisão seja colônia de férias?” 

Alexandre de Moraes - Foto Reprodução do Twitter

Nesta terça-feira, dia 10 de janeiro, o ministro Alexandre de Moraes conseguiu gerar mais revolta ainda por parte dos conservadores. Em resumo, o magistrado participou da nomeação do novo diretor-geral da Polícia Federal e comentou sobre as pessoas que foram presas em Brasília após o quebra-quebra e agora tem reclamado do tratamento recebido.

O ministro usou palavras que eram usadas por Jair Bolsonaro na campanha de 2018, quando falava sobre as condições nas prisões do Brasil. Ademais, Bolsonaro costumava dizer que não poderia dar “vida boa” para os “canalhas” nas prisões. Agora Moraes usou o termo “colônia de férias”.

“Não achem esses terroristas que até domingo faziam baderna e crimes e agora reclamam porque estão presos, querendo que a prisão seja uma colônia de férias.” Disse o magistrado, causando revolta na web.

Você pode gostar: Bia Kicis faz grave denúncia na Câmara sobre violações de direitos de manifestantes 

Alexandre de Moraes diz que instituições não vão “fraquejar” 

Vale destacar que o ministro, Alexandre de Moraes também fez várias ameaças às pessoas ligadas às manifestações. Dessa forma, usando como argumento de defesa, a Constituição avisou que todos os envolvidos serão punidos. “Não achem que as instituições irão fraquejar, o Poder Judiciário, o Supremo Tribunal Federal, tenho absoluta certeza, com o apoio dentro da legalidade, dentro da Constituição, da polícia federal, as instituições irão punir todos os responsáveis.” 

Por fim, disparou: “Aqueles que praticaram os atos, aqueles que planejaram os atos, aqueles que financiaram os atos e aqueles que incentivaram. Por ação ou omissão, porque a democracia irá prevalecer.” Disse Alexandre de Moraes. 

Confira: Tarcísio, frente a frente com Lula e ministros do STF, dá uma lição: “Pacificação demanda gestos. Gestos do Judiciário, gestos do Executivo”

Internautas reagiram: “Dentro da legalidade? Sem devido processo? Sem individualização de conduta??” questionou um seguidor; “Eu não sei nem o que comentar…Dentro da legalidade, constituição…  será que fala do ordenamento jurídico brasileiro??” Perguntou uma internauta. 

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também:  Deputado lamenta situação com patriotas presos: “Pelo amor de deus, nada justifica isso!”


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.