Connect with us

Política

Forças Armadas: especialista comenta sobre nota e crava: “Militares estão vigilantes”

Forças Armadas - Foto Reprodução do Twitter

A nota emitida pela Defesa em conjunto com as Forças Armadas está causando alvoroço no meio político. Afinal, ficou claro que o tom subiu e que finalmente os militares estão deixando claro que são o poder moderador. Ademais, o jornalista José Maria Trindade comentou a repercussão sobre a nota. 

“Já está tendo repercussão, foi um posicionamento muito importante e foi num momento correto. Há impressões de que os militares deveriam ou dar uma entrevista ou dar uma declaração porque a nota ficou muito discreta. Me informaram nos meios militares que este era mesmo o objetivo. De que a nota já iria repercutir muito e não adiantaria os comandantes irem para frente da televisão falar o óbvio.” Disse José Maria sobre a nota das Forças Armadas.

Você pode gostar: Senador Heinze com muita coragem solta o verbo contra Moraes: ‘precisa ser contido urgentemente’

José Maria afirma que nota das Forças Armadas foi precedida de várias reuniões 

Vale informar que segundo o jornalista José Maria, da Jovem Pan, a nota das Forças Armadas foi precedida de reuniões importantes. Os generais se reuniram ontem em Brasília, mas não foi uma convocação do presidente Jair Bolsonaro. Ou seja, era uma reunião prevista e é possível que aconteça outra reunião dos generais ainda este ano. 

De acordo com o jornalista, a reunião foi num momento muito sensível, e houve sim um debate da pauta, que é a prestação de contas. Contudo, também houve a avaliação do momento político e das eleições. Além disso, o principal dessa nota é a constitucionalidade, o legalismo dos militares. 

Confira: Fábio Faria revela que Bolsonaro está sereno e sabe o que representa para o Brasil

“E aí dá aquele chega pra lá no Supremo Tribunal Federal dizendo que os poderes são independentes, mas tem que atuar dentro da Constituição. E reafirmam os militares que não é uma nota isolada do ministério da Defesa, mas uma nota conjunta das três forças: Marinha, Exército e Aeronáutica. E nessa nota diz que o poder principal é o legislativo com a força do voto. Mas a nota veio em um momento de descrença pública. Os manifestantes não foram para frente do STF protestar, porque não acreditam mais na justiça, e não foram na frente do congresso protestar porque não acreditam mais na política.” Disse José Maria.

Em conclusão, vale informar que o quartel general em Brasília segue lotado e a tendência é que na próxima semana se tenha o ponto alto destas manifestações. Mas a nota defende o direito a manifestações e principalmente o direito à liberdade de expressão. Cumprir a Constituição, nada de censura e isso está explícito na nota. Por fim, os militares afirmam que estão vigilantes, ou seja, subiram o tom e se colocam ali na condição pela primeira vez de moderador de crise. 

Leia também: Agora vai! Forças Armadas divulgam nota com duro recado ao judiciário e em defesa de “manifestações pacíficas

SEGUE A GENTE TAMBÉM NO TWITTER:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.