Connect with us

Política

New York Times volta a denunciar excessos no Brasil e web reage: “Vergonha internacional”

The New York Times - Foto Reprodução do Twitter

O vexame brasileiro segue a todo vapor mundo afora, desta vez em artigo assinado por Jack Nicas, do jornal The New York Times. Em resumo, o noticiário voltou a expor em alerta sobre os super-poderes do magistrado Alexandre de Moraes, do STF, e a mostrar que tais superpoderes não são compatíveis com uma democracia. 

Vale destacar que o artigo do New York Times aponta: “usando uma ampla interpretação dos poderes da corte, ele está investigando e processando, além de silenciar nas mídias sociais, qualquer um que ele considere uma ameaça às instituições brasileiras. Em consequência (…), o sr. Moraes abriu o caminho para a transferência de poder. Para muitos na esquerda brasileira, isso o tornou o homem que salvou a jovem democracia brasileira”. 

Você pode gostar: Absurdo! Lula organiza “Triagem” para tirar funcionários Bolsonaristas do Alvorada, entenda:

New York Times faz contraponto em relação às atitudes de Moraes 

Vale ressaltar ainda, que por outro lado, o artigo do New York Times também informa que para muitos outros no Brasil, Moraes está ameaçando a democracia. “A atitude agressiva de Moraes e sua autoridade em constante expansão o tornaram uma das pessoas mais importantes da nação, e também o colocaram no centro de um debate complicado sobre até onde se pode ir para combater a extrema-direita”. 

Por fim, o autor relata um pouco dos excessos do magistrado, apontando: “prendeu pessoas, sem julgamento, por postarem ameaças nas redes sociais; votou para condenar um parlamentar em exercício a quase nove anos de prisão por ameaças à corte; ordenou buscas e apreensões contra empresários com pouca, ou nenhuma, evidência de qualquer ilícito; afastou um governador; e, de forma unilateral, bloqueou dúzias de contas e milhares de postagens em redes sociais, virtualmente sem transparência nem possibilidade de recurso”. 

Confira: Senador Girão não recua e mantém candidatura ao senado confrontando covardia de Pacheco

Em conclusão, o jornalista explica que os excessos só vêm aumentando, e explodiram depois do 8 de janeiro. O jornalista apontou que as atitudes de Alexandre de Moraes “se encaixam em uma tendência maior da Suprema Corte brasileira de aumentar seu próprio poder”, acrescentando que, no processo, a corte também se tornou mais repressiva.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Advogados pedem destituição de Comissão de Direitos Humanos da OAB, saiba o motivo


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.