Connect with us

Política

Uber Bate o Pé: não pagará multa de R$ 1 bilhão e suspenderá contratações até esgotar todos os recursos

Avatar of Alteni

Published

on

Uber Bate o Pé: não pagará multa de R$ 1 bilhão e suspenderá contratações até esgotar todos os recursos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uber Desafia Decisão Judicial e Mantém Postura Firme

A gigante do transporte por aplicativo, Uber, gerou grande repercussão ao anunciar, por meio de uma nota oficial, sua firme decisão de não acatar, por enquanto, as medidas determinadas pela Justiça do Trabalho de São Paulo. A sentença atual exige que a Uber efetue o pagamento de uma multa de R$ 1 bilhão e ainda proceda com a contratação formal de todos os motoristas associados à plataforma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Contudo, segundo a empresa, a luta jurídica está longe do fim. Ela assegura que todas as vias de recurso serão esgotadas antes de qualquer movimento nesse sentido.

Insegurança Jurídica e Decisão Isolada

O cerne da discordância da Uber se baseia no que ela define como uma “insegurança jurídica”. Conforme a empresa, a ação em pauta focaliza exclusivamente a Uber, deixando de lado outras grandes do setor, como Ifood, 99, Loggi e Lalamove. Esta seleção unilateral é vista com desconfiança e tratada como um “entendimento isolado”. A Uber sustenta que há uma série de julgamentos, tanto em instâncias regionais quanto superiores, que favorecem sua posição.

Multa Diária e Prazos Estipulados

A atual decisão judicial não se limita à multa bilionária. Ela estipula que a Uber deve formalizar a contratação de todos os motoristas cadastrados, sob pena de uma multa diária de R$ 10 mil por cada profissional não regularizado. Esta decisão tem um prazo de seis meses para ser efetivada, após a conclusão do trânsito em julgado.

Destino da Multa e Regularização de Motoristas

Do valor total da multa por danos morais coletivos, metade é destinada ao Fundo de Amparo ao Trabalhador. A outra parte é designada para associações de motoristas de aplicativos com registro formal.

A Uber, em sua defesa, ressalta que a decisão judicial parece não ter considerado todas as evidências apresentadas. A empresa cita decisões anteriores de instâncias superiores que entendem a natureza deste modelo de trabalho de forma diversa da atual sentença.

Busca por Regulamentação e Entendimento do STJ

Finalmente, a Uber destaca que, no Brasil, ainda não há uma legislação específica para o modelo de trabalho intermediado por plataformas tecnológicas, embora já existam movimentos do governo federal para a regulamentação. A empresa reforça que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) possui um entendimento de que os motoristas não possuem vínculo empregatício tradicional com a plataforma, dada a natureza flexível e autônoma de sua relação.

Com este cenário, o embate entre a Uber e a Justiça do Trabalho promete mais capítulos. Enquanto a empresa mantém sua postura firme e desafiadora, a comunidade jurídica e os motoristas aguardam os próximos desenvolvimentos.

Você também pode gostar: Contra Moraes, Nunes Marques se opõe em voto surpreendente

Receba notícias exclusivas no nosso grupo do WhatsApp! Clique aqui para entrar.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.