Connect with us

Política

Esperidião Amin coloca Pacheco contra  parede: “Agora vai?”

Esperidião Amin - Foto Reprodução do Twitter

Durante uma sessão do plenário do Senado, o senador Esperidião Amin soltou o verbo contra o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Em resumo, o parlamentar fez um verdadeiro alerta a Pacheco e à sociedade, pedindo o fim da vergonhosa omissão do Senado em controlar os atos de ministros das cortes superiores. 

O senador Esperidião Amin disse: “O Judiciário brasileiro, especialmente a Suprema Corte, está chamando para si uma indignação crescente ao deixar que o Inquérito 4.781 esteja dominando a cena política e a cena prisional e de cerceamento à liberdade e a eventuais excessos decorrentes da liberdade de expressão, que nós devemos consagrar como um princípio inalienável”.

Você pode gostar: Bolsonaro agita conservadores após publicar bandeira do Brasil trocando o “verde pelo laranja”, saiba mais

Esperidião Amin detona o famigerado inquérito 4.781

Vale destacar, que Esperidião Amin escancarou a omissão do Senado: “O Inquérito 4.781 é um veneno para a sociedade brasileira! E nós estamos assistindo ao encerramento de uma sessão legislativa sem que este tema sequer fosse discutido institucionalmente entre os Poderes, porque nem mesmo pelos convites para que ouvíssemos Ministros, que tiveram a sua nomeação aprovada pelo Senado, se dignassem a nos esclarecer, a dialogar institucionalmente”.

Confira: Especialista dispara: “Bolsonaro preso? Não há a menor possibilidade!”

Por fim, o veterano parlamentar destacou ainda a intromissão de Gilmar Mendes no Legislativo, atuando em um processo já arquivado. “Alguém vai ao Supremo, sabendo quem é que o juiz prevento deste caso, e obtém uma decisão monocrática, num domingo para uma segunda-feira, interferindo em plena deliberação do Senado na PEC do limite de gastos.

Por conseguinte, Amin deixou claro que esta atitude nos bastidores deixou atordoada a sociedade brasileira e perplexos, mas sem reação, os integrantes do Congresso. Em seguida, disse que isso é um caso antológico, é tautológico e explicou: “Um mandado de injunção arquivado em 15 de fevereiro de 2022, portanto, encerrado, é objeto de uma petição oportunista, que deu entrada no dia 16 de dezembro, e recebe uma decisão monocrática na véspera do recesso”.

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Absurdo! Deputada petista Isolda Dantas “Passa pano” para invasões em supermercados


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.