Connect with us

Política

Gustavo Gayer escancara a verdade por trás do caso dos yanomami

Gustavo Gayer - Foto Reprodução do Twitter

Nesta terça-feira, dia 24 de janeiro, o deputado eleito Gustavo Gayer gravou vídeo que está viralizando nas redes sociais no qual mostra os bastidores do caso dos Yanomami. Em resumo, o futuro parlamentar mostrou alguns questionamentos sobre os números apresentados pelas ONGs.

Primeiramente, afirmou que no Brasil, segundo dados das próprias ONGs, existem espalhados por todo o país cerca de 582 mil índios. Por outro lado, existem só para cuidar da Amazônia em torno de 15.900 ONGs. Ou seja, mesmo que todos os índios espalhados pelo Brasil estivessem na Amazônia, nós teríamos apenas 35 índios para cada ONG “cuidar”. E Gustavo Gayer pergunta: “Como estes índios chegaram a esse ponto de passar fome? Cadê as ONGs?

Você pode gostar: Coronel Tadeu revela o que está por trás da exoneração do Comandante do Exército

Gustavo Gayer expõe comércio de cogumelos pelas ONGs 

Além da bizarra quantidade de ONGs que se mostram inuteis pelo fato de deixarem tantos índios passarem fome. O Parlamentar ainda denunciou outro fato curioso. A saber, uma das ONGs que atua na Amazônia, possui um site onde vende Cogumelos Yanomami para o exterior.

De acordo com Gustavo Gayer, o valor cobrado por 15 gramas é de R$ 25. Vale informar, que estes índios vivem nas montanhas e por isso, não possuem acesso à água, para pescar e nem caçar. Ou seja, os cogumelos são sua principal fonte de alimentação. 

Confira: BNDES: Após Lula declarar os planos para a instituição, cidadãos e parlamentares reagem: ‘não aprendeu nada’

Mas essa ONG vende os cogumelos para o exterior, enquanto os índios passam fome. Conforme o deputado, o site informa que toda receita gerada pela venda de cogumelos, é revertida para os índios. Contudo, o deputado deixou claro que é preciso uma investigação e uma CPI das ONGs para apurar aquilo que seria uma imensa máfia de exploração dos índios brasileiros. 

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também:  Jair Bolsonaro volta a se manifestar nas redes sociais, confira


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.