Connect with us

Política

Macêdo Confessa Uso de Recursos Públicos no Carnaval

Avatar of Rizete Silva

Published

on

Macêdo Confessa Uso de Recursos Públicos no Carnaval
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carnaval Financiado com Dinheiro Público? Macêdo Admite Equívoco

O chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, reconheceu um lapso administrativo no uso de verbas estatais. Macêdo admitiu que o financiamento de despesas de três assessores para acompanhar o ministro em um Carnaval fora de época em Aracaju (SE), foi um “erro formal”, conforme reportagem do Metrópoles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Esta admissão vem em um momento crucial onde a accountability e a integridade nas finanças públicas estão sob intensa vigilância. “Houve um erro formal do meu gabinete, isso nunca mais se repetirá. Três assessores foram para Aracaju, e utilizaram passagens e recursos públicos”, declarou Macêdo, assumindo a falha e prometendo que tal incidente não ocorrerá novamente.

Comprometido com a transparência e a retidão fiscal, o ministro determinou uma sindicância para aprofundar a investigação dos fatos e garantir o ressarcimento ao erário. A investigação, que não tem Macêdo como alvo, está prevista para ser concluída em até 60 dias.

Macêdo enfatizou que a devolução dos fundos já foi realizada, pois é inaceitável qualquer prejuízo aos cofres públicos. Ele esclareceu que estava ciente da presença dos assessores em Aracaju, porém, desconhecia que estavam utilizando recursos do Estado. Admitiu ainda que os gastos ocorreram sem uma agenda oficial para os assessores, uma prática que ele garante ser inadmissível e que será corrigida.

Reforçando seu compromisso com a ética e a responsabilidade fiscal, o ministro destacou que suas despesas de viagem foram custeadas com recursos próprios. “Paguei minhas passagens em voo comercial, fora do expediente, e fui num final de semana, agenda particular, e não recebi diárias para isso”, afirmou, sublinhando sua conduta fiscalmente responsável.

Um levantamento feito pelo Metrópoles junto ao Portal da Transparência revelou que a viagem dos assessores custou R$ 18.557 ao erário. Estas despesas, agora objeto de escrutínio, foram autorizadas pelo Ministério de Gestão e Inovação e pela Presidência da República.

A situação ganha contornos ainda mais complexos com a informação de Lauro Jardim, colunista do jornal O Globo, sobre a discordância que levou ao pedido de demissão de Maria Fernanda Ramos Coelho da Secretaria-Geral da Presidência. Segundo ele, após a recusa de Coelho, o próprio Macêdo autorizou a viagem dos servidores.

Macêdo justificou a presença dos servidores em Aracaju como parte de um compromisso no Instituto Renascer Para a Vida. Contudo, não havia registros de compromissos oficiais do ministro entre os dias 2 e 5 de novembro.

Você também pode gostar: Fachin Anula Condenação de João Vaccari Neto de 24 Anos de Prisão; Entenda o Caso

📢 Receba notícias pelo WhatsApp. Entre grátis no nosso canal. Clique e siga!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.