Connect with us

Política

STF lança licitação para vigiar redes sociais e rastrear usuários

STF lança licitação para vigiar redes sociais e rastrear usuários
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

STF inicia licitação para monitorar redes sociais

Em um movimento que tem causado ampla discussão, o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou que dará início a um processo de licitação para contratar uma empresa que será responsável pelo monitoramento constante das redes sociais. O contrato, segundo informações da revista Veja, está avaliado em 345.000 reais e terá duração de um ano. Este esforço faz parte da estratégia do STF para combater a disseminação de notícias falsas e ataques virtuais que visam desestabilizar a instituição.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A empresa selecionada será encarregada de observar uma variedade de plataformas, incluindo Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Flickr, TikTok e LinkedIn. O monitoramento buscará captar tudo o que é mencionado sobre o STF, focando especialmente em identificar os principais temas de discussão entre os usuários e categorizar o conteúdo relevante encontrado nas redes.

Além da análise de reputação, a tarefa incluirá o rastreamento dos autores de comentários negativos e o georreferenciamento das postagens. Isso permitirá ao STF localizar não apenas os usuários e influenciadores, mas também entender os discursos predominantes e as origens geográficas das postagens. Essa análise detalhada pretende avaliar a influência e os padrões das mensagens, além de possíveis campanhas organizadas que circulam online.

Os ministros do STF receberão relatórios diários, semanais e mensais que destacam os influenciadores e as discussões ligadas à Corte, proporcionando uma visão clara sobre suas opiniões e o alcance dessas interações. O serviço também avaliará o impacto geral das mobilizações em torno de questões judiciais e seus efeitos na opinião pública.

Por fim, a ferramenta não apenas fornecerá insights detalhados sobre a imagem digital da Corte, mas também auxiliará na repressão de ameaças dirigidas aos ministros. Caso necessário, as informações coletadas poderão ser encaminhadas para investigação pela Polícia Federal, garantindo a segurança dos envolvidos.

Leia Também:

📲 Participe Gratuitamente do Nosso Canal Exclusivo no WhatsApp. 🔔 Clique e Siga para Notícias em Tempo Real! 🌟

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.