Connect with us

Política

Bia Kicis “esfrega na cara” do congresso o duplo padrão do Judiciário: ‘Isso é aviltante! Isso precisa parar!’

Bia Kicis - Foto Reprodução do Twitter

Nesta sexta-feira, dia 23 de dezembro, ainda repercute nas redes sociais o forte discurso da deputada federal Bia Kicis. Em resumo, na última sessão da Câmara dos Deputados antes do recesso, a parlamentar denunciou o duplo padrão que vem sendo aplicado por diversos setores do Judiciário brasileiro.

Ou seja, que estão punindo pessoas de direita mesmo que suas condutas não sejam crimes. Por outro lado, ao mesmo tempo liberta criminosos condenados, e para isso basta que sejam de esquerda.

“Eu quero dizer que acabei de ler uma notícia que eu considero realmente chocante, embora não seja uma novidade nos últimos tempos. Eu li que a Polícia Federal foi visitar um empresário — não sei se prendeu —, porque chamou um Senador de “gazela saltitante”. Disse Bia Kicis.

Você pode gostar: Senador debochado ironiza aumento de salário dos ministros do STF: ‘estão acumulando função legislativa’

Bia Kicis diz que prisão de empresário por chamar Randolfe de gazela é inconstitucional 

Vale destacar, que Bia Kicis deixou claro que nem sabe quem é o empresário, mas que sua prisão é absolutamente inconstitucional. Ou seja, uma prisão por um crime de opinião, que não existe. 

“Isso não existe no ordenamento jurídico brasileiro. Aliás, isso é vedado. A nossa Constituição, inclusive, veda qualquer tipo de censura, como muitos de nós temos sofrido, com páginas derrubadas, com canais de jornalistas, de Deputados, de pessoas do povo, derrubados. Agora temos uma prisão por crime de opinião. E não é a primeira, realmente não é a primeira. Até Deputado já foi preso por isso. Esse tipo de abuso continua a acontecer dia após dia”. Disparou a parlamentar.

Confira: Daniel Silveira expõe covardia dos parlamentares: “Algozes avançam sobre o parlamento”

Por fim, a parlamentar fez um apelo: “Isso não pode continuar. Nós não podemos chamar o Brasil de País democrático, se tivermos convivendo com censura, com prisões ilegais, enquanto pessoas condenadas — sem trânsito em julgado, mas condenadas em primeiro, em segundo grau — são colocadas na rua, são soltas por decisão judicial, e pessoas sem nenhum processo são presas, caladas, censuradas, têm suas contas bancárias bloqueadas.” 

Confira também notícias no nosso canal no Telegram, clicando aqui.

Leia também: Esperidião Amin coloca Pacheco contra  parede: “Agora vai?”


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.