Connect with us

Mundo

Vexame diplomático: Lula erra ao falar sobre criação de Israel

Avatar of Alteni

Published

on

Vexame diplomático: Lula erra ao falar sobre criação de Israel
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vexame diplomático: Lula erra sobre criação de Israel

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva enfrentou recentemente um novo constrangimento diplomático ao cometer um erro ao falar sobre a criação do Estado de Israel. A polêmica ocorreu durante uma visita à Espanha, onde Lula criticou a Organização das Nações Unidas (ONU) por ter supostamente criado o Estado de Israel, mas não o Estado palestino.

A verdadeira história da criação de Israel

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lula, no entanto, cometeu uma imprecisão em sua fala. A ONU não criou Israel, mas propôs, em 1947, um plano de partilha que previa a criação de dois países: um para os judeus e outro para os árabes. Os judeus aceitaram a proposta, enquanto os árabes a rejeitaram. O Estado de Israel foi fundado após uma guerra entre os judeus e os exércitos de países árabes como Egito, Jordânia, Síria, Líbano e Iraque.

Repercussão e críticas

A declaração de Lula gerou críticas e condenações de organizações como a StandWithUs Brasil e o Instituto Brasil-Israel, que atuam em prol do esclarecimento sobre o Estado de Israel e no combate ao antissemitismo. Essas entidades destacaram a importância de preservar a memória e os fatos históricos, para a história ser contada de forma justa e correta.

Diplomacia e conhecimento histórico

Este episódio evidencia a importância da diplomacia e do conhecimento histórico na condução das relações internacionais. Líderes políticos devem estar cientes das particularidades de cada país e de suas histórias para evitar mal-entendidos e constrangimentos que possam prejudicar as relações bilaterais.

A busca pela paz no Oriente Médio

No caso específico da criação de um Estado palestino, é importante ressaltar que a ONU e outros organismos internacionais não têm o papel de criá-lo, exceto se palestinos e israelenses cheguem a um acordo de paz. Entretanto, essa possibilidade torna-se difícil, especialmente devido à divisão entre as principais lideranças palestinas, como o Fatah, partido do presidente Mahmoud Abbas, e o Hamas, grupo terrorista que controla a Faixa de Gaza.

Conclusão

O recente vexame diplomático de Lula ao errar ao falar sobre a criação de Israel ressalta a importância do conhecimento histórico e da diplomacia na condução das relações internacionais. É fundamental que líderes políticos estejam bem informados sobre a história e as particularidades de cada país para evitar equívocos e constrangimentos que possam prejudicar a imagem de seu país e as relações com outras nações.

Receba notícias exclusivas no nosso grupo do WhatsApp! Clique aqui para entrar.

Você também pode Gostar:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços. Ao usar nossos serviços você concorda com as nossas políticas de privacidade.